Empréstimo e papelada de dívidaO empréstimo pode ser a salvação para alguns, mas também pode ser uma maneira de se enrolar ainda mais com as dívidas. Pedir dinheiro emprestado para o banco pode parecer fácil, mas é uma ação ilusória de resolução dos problemas, principalmente sabendo que a instituição irá cobrar taxa altas para emprestar o dinheiro necessário. Por mais que as cifras das dívidas sejam abusivas, pense bem antes de pedir um empréstimo bancário.

A justificativa

Os juros altos impedem que o mercado de consumo funcione como deveria, pois o consumo fica restrito a um número pequeno de pessoas, aumentando o desemprego e ocasionando o baixo crescimento do país. Mas a que se deve esses juros? Cada país define qual valor será cobrado. No Brasil a situação é mais complicada devido a dívida pública, mas ao mesmo tempo é o país que mais concentra compras feitas por pagamentos a longos prazos. E isso aumentou mais, uma vez que o déficit foi reduzido recentemente, sendo facilitado o crédito para os brasileiros. Mas para usá-lo corretamente é necessário se orientar sobre o assunto. Os casos mais comuns de endividamento são feitos pelo cartão de crédito. Por isso, é necessário que ele seja usado com cautela. Para sanar de vez a dívida conquistada anteriormente com um empréstimo, o ponto de partida deve ser a escolha do banco que irá fornecer a quantia necessária. Algumas instituições financeiras oferecem o sistema de simulações do crédito, assim fica fácil conquistar um empréstimo com juros baixos. Deve-se analisar também se o empréstimo não afetará a renda familiar – o valor deve corresponder a menos de 30% da renda total.

Financeira x Banco

O empréstimo feito por um banco passa a sensação de dinheiro fácil, mas como o a própria palavra diz: é emprestar dinheiro cobrando um valor. Existe o empréstimo certo para conseguir fugir das taxas altas cobradas. Empréstimos feitos pelas financeiras são mais fáceis de serem conseguidos, mas normalmente são os que cobram taxas mais altas. Já os juros bancários, se pesquisados cuidadosamente, podem possibilitar facilidades de prazos e taxas mais interessantes (maior número de parcelas) e com juros baixos.

Foto: Barbara ReddochSimilar Posts: